Nosso planeta será uma grande lixeira 2100?

Segundo estudo publicado no periódico científico Nature, a humanidade joga mais de 3,5 milhões de toneladas de resíduos no lixo a cada dia. Isso significa que aproximadamente 40 toneladas de lixo são jogadas fora por segundo. Comparando esta situação com a de cem anos atrás, houve um aumento de dez vezes na produção de lixo no mundo. Esse número poderá dobrar até 2025 e em 2100 atingirá o máximo de lixo no planeta, se este ritmo for mantido.

De acordo com a pesquisa, a principal geração de lixo se dá ao aumento da renda nos países pobres, em desenvolvimento, e seu poder de consumo.

A reportagem colocou dois cenários possíveis, o ruim e o bom: no pior cenário, não houve nenhum progresso para enfrentar a poluição e outros problemas ambientais. A produção de resíduos aumenta em 1 milhão em relação ao business as usual, atingindo 12 milhões de toneladas por dia.

Para o melhor cenário, a população humana se estabiliza em 7 bilhões de pessoas, das quais 90% vivem em cidades, o pico de produção vai girar em torno de 8,4 milhões de toneladas por dia em 2075. “As pessoas são mais educadas e ambientalmente conscientes, e os níveis de pobreza em países em desenvolvimento apresentam a menor baixa de todos os tempos”, diz o estudo.

Vamos reverter este quadro?

Para que o mundo não se transforme numa tremenda lixeira, a solução é a regra dos 3Rs – reduzir, reutilizar e reciclar.

Segundo o estudo, muito pode ser feito localmente para reduzir o desperdício. Em  São Francisco, na Califórnia, existe a meta ambiciosa de reaproveitar tudo o que no lixo é reciclável, até 2020. Atualmente, no local, mais de 55% dos seus resíduos são reciclados ou reutilizados.

Que esse seja um exemplo para começarmos a reciclar e pensar no futuro.

Fonte: Exame e Ambiente Brasil

Por: Maiara Bortoluzzi

Deixe uma resposta

Fechar Menu