O plástico que vira petróleo

Já pensaram em transformar a embalagem de biscoito, potes descartáveis, e diversos outros lixos plásticos em combustível? Se você não vê nenhuma ligação entre uma coisa e outra, aqui vai uma dica, é possível sim, e não nos parece muito difícil.

O petróleo, principal componente dos combustíveis fósseis é também usado para a fabricação de diversos outros produtos, entre eles o plástico. Várias técnicas testadas em laboratórios nos Estados Unidos e no Japão mostraram que através do derretimento do plástico e de combinações de vaporização e separação de componentes, o plástico que antes iria para o lixo agora serve de combustível.

“O Plástico é aquecido em altas temperaturas, o gás resultante é separado e resfriado com água. O petróleo emerge da mistura e está pronto para ser separado e refinado.”

O percentual de aproveitamento é cerca de 75% do material plástico. Em números, a cada 10 toneladas de plástico são produzidos 50 barris de petróleo. A transformação já é abraçada por várias empresas do ramo e surge como novidade no setor tanto da reciclagem como de energia.

Veja abaixo um vídeo explicando a técnica e como ela mudou o segmento no Japão.

Plástico em Petróleo

 

 

 

 

Por Rodolpho Pagliarini

_____________________________________________________________________________________________

A In Natura Soluções Ambientais é uma consultoria ambiental localizada em Curitiba/PR. 
Há quatro anos no mercado, a consultoria ambiental conta com serviços nas áreas de Licenciamento Ambiental, PGRCC, PGRS, Acompanhamento ambiental de obra entre outros. Solicite um orçamento através do e-mail ou entre em contato através do tel.: (41) 3359-2432.

Deixe uma resposta

Fechar Menu